Produtos e soluções profissionais

AS CHAVES PARA ATRAIR E FIDELIZAR CLIENTES NA OFICINA.

A confiança, chave do êxito.

03/02/2019

Confiança na oficina.

Informar bem o cliente e resolver todas a suas dúvidas, serve para ganhar a sua confiança e evitar mal-entendidos.

Gerar confiança no cliente é vital para qualquer negócio, especialmente quando se trata de serviços de elevado valor acrescentado, como é o caso das oficinas. O blog reparatucoche.com encontrou as preguntas básicas que se deve fazer ao condutor à hora de escolher a oficina, que reinterpretámos para oferecer uma abordagem o mais próxima possível sobre os valores que a oficina deve ressaltar para atrair e fidelizar os clientes.

 

NO EXTERIOR

Especificar de maneira visível a actividade na qual a oficina está especializada. As oficinas devem demonstrar que oferecem os seus serviços de forma totalmente legal, apresentando uma placa identificativa na qual deve constar o seu número de identificação no registo industrial e a sua actividade. Esta placa garante que a oficina cumpre todas as normas relativas à segurança ou à emissão de substâncias contaminantes. O facto de ter a placa num lugar visível, servirá para dar ao cliente mais confiança, já que supõe uma maneira de distinguir as oficinas legais das clandestinas.

Mostrar ao público os preços dos serviços de maneira clara e simples. A oficina deve ter uma tabela de preços aonde se especifiquem os preços dos serviços, incluídos os custos por deslocações e permanência, bem como os direitos do consumidor. Pôr uma tabela de preços na página web também pode ser uma opção interessante, já que pode atrair clientes ao mesmo tempo que evita maus entendidos posteriores.

AO RECEBER O CLIENTE

Realizar sempre um orçamento prévio. É um direito do usuário, mas também uma garantia para a oficina de que não vai haver más interpretações.

Tranquilizar o cliente com respeito ao preço das peças de substituição. A normativa proíbe cobrar um suplemento por a peças de substituição, é importante deixar clara a questão ao cliente para que não desconfie com respeito à discriminação da factura.

Especificar os custos de permanência. A normativa especifica que a oficina pode cobrar custos de permanência do veículo, se se passam três dias e o cliente não o vai buscar. É fundamental indicá-lo previamente.

Explicar bem a garantia da reparação. O cliente deve saber que é de três meses ou 2.000 quilómetros percorridos, tempo durante o qual, se se produz algum problema, a segunda reparação deve ser gratuita.

Aclarar como se factura o tempo de reparação. A normativa indica que as oficinas independentes não podem cobrar mais de 20% dos tempos estipulados pelas tabelas das marcas.

DURANTE A REPARAÇÃO

Recolher sempre o consentimento do cliente antes de realizar nenhum arranjo. É necessário o consentimento por escrito do cliente antes de começar, coisa que tanto a oficina como o cliente devem ter muito clara.

Utilizar peças de substituição de qualidade e de cujo estado e garantia possam responder. É importante tranquilizar o cliente sobre a qualidade das peças de substituição que se vão utilizar, deixando claro que não se utilizarão peças de segunda mão, excepto que o consinta expressamente, e nenhum caso quando afectem a elementos activos do veículo, ao sistema de suspensão, travagem ou direcção.

Proporcionar ao cliente as peças do veículo que tenham sido substituídas, se as pede. A maioria dos usuários não as pedem, pelo que é conveniente perguntar previamente ao cliente.

 

Atrás a la vista general